Histórico
 Ver mensagens anteriores

Outros sites

 holocausto
 scriptum tremens
 Germina Literatura
 Lua Vazia
 Marcos Caiado
 ===
 A
 Abstracto Concreto
 Ademir Bacca - Blog
 Andarilho
 A Liberdade de Escrita
 A Liberdade de Imagem
 Aos Trancos e Barrancos
 Artéria
 Azenhas do Mar
 B
 Baby lónia
 Bancada Pa(r)a Lamentar
 Botequim Poético
 Blogalize
 Blue Eyes - no Sapo
 Blue Eyes no Blig
 Blue Eyes III
 C
 Casa de Paragens
 Catarseando
 Centro Cool Tural
 Cinzazul
 Concretismo
 Condemned Love
 Cumplicidades
 Curtas
 D
 Devaneios em imagens
 E
 Eroticidades
 Escritores & Poetas
 Espaço J
 F
 Fala Poética
 flip?flop?flup?...
 FM Poesias
 Folha de Cima
 G
 H
 I
 Intensidez
 J
 L
 Letras Pinceladas
 Líria Porto
 Livro Branco
 Livro em Branco
 Local Imperfeito
 Luna e Amigos
 Luz da Minha Alma
 Luz da Minha Vida
 M
 Mandala Sonora
 Manieri's Blog
 Mar da Poesia
 Maria Limeira
 Maria Frô
 Meu Porto
 N
 Neu (t)ras
 Novos Voos
 O
 O 5º Elemento
 Oceanus Accidentalis
 O Micróbio
 O Sabor das Palavras
 P
 Palavras Apenas
 Palavras de Algodão
 Palavras na Lamparina
 Paola Poesias - Blog
 Paola Poesias (Site)
 Pé Descalço
 Pimigas
 Poemas de Amor e Dor
 Poesiando
 Poesia e outras bobagens
 Poesia Sim
 Poesia Vadia
 Poesias - Casa da Cultura
 Poetas Lunares
 Poetry Never Die
 Porta Aberta
 Pra você que gosta de Poesia
 Prefácio
 Q
 R
 Re(a)talhos - Zeca Pestana
 Revelações by Dequinh@
 S
 Será o amor impossível?
 Sete Ofícios
 Shrine of Hipnos
 Sim ou Não
 Sintonia
 Sitio da Saudade
 Solange
 Sons
 T
 Telas de todas as cores
 Textos (quase) Proibidos
 The Cusco Eye
 Tou no Top
 Trilhas do Olhar
 U
 Uma andorinha no inverno
 V
 Versejar
 Valéria Mendez
 Voando pelo céu da boca
 Z
 Zuludasmeiasaltas
 ===
 ===
 Outras Pétalas...
 Ademir Bacca
 ... algumas pegadas
 Blue Eyes IV
 Haigatos
 Ilha Mutuns
 Isabel Filipe-Art&Design
 Obliq
 Palavras da Coral
 Sylvio Neto Poesia&Prosa
 Vida em Gotas
 ===
 
 
Meus Jardins
 Bordando Essências
 Jardim de Poesia no Sapo
 Jardim de Poesia - Fotografias
 ===
 ===
 Minhas Poesias
em Outros Sites

 No Germina Literatura
 No Lunas e Amigos
 No Paola Poesias
 No Portal Abrali
 No Portal Archote


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Indique este blog


O que é isto?

 

 


RAGNARÖK
Clique na imagem


 

Tua Canção
Música e Voz – Lara Santos
Letra Andréa Motta

Jardim de Poesia
email
 


Lida
Andréa Motta


Lida
Andréa Motta


Hoje não tenho tempo
ao que não cabe em mim
basta de tanta bobagem

bagagem pronta
basta a passividade.

A minha espera
um novo abraço
e a imperceptível saudade

das mãos antes serenas.
10/01/07



Escrito por Andréa Motta às 10h44
[ ] [ envie esta mensagem ]





Curitiba - 29 de março de 2007
314 anos


  • Fotografia: Largo da Ordem, de Andréa Motta

Curitiba
Andréa Motta


Com os acordes sinfônicos da passarada,
amanheceste vestida de festa em tom azul infinito.
teu fato com recortes verdes em copa
retrata as imponentes araucárias  -

tua força,
tua candura.

Amanheceste vestida de brisa suave
tocando o rosto do teu povo,
-  gente de todas as raças -
como se acariciasses orgulhosa  teus filhos.

Sim, amanheceste com o brilho de uma jovem mãe
Envaidecida pela beleza dos teus Parques,

das alamedas arborizadas,
das ruas ainda de paralelepípedo
do transporte coletivo modelo
do ar provinciano em contraste co’a arquitetura moderna

Amanheceste, eterna cidade sorriso,
vestida de flores em pleno outono,
cercada de verde
 e hospitalidade.



Escrito por Andréa Motta às 07h23
[ ] [ envie esta mensagem ]





[ ver mensagens anteriores ]


 



referer referrer referers referrers http_referer